O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi de carro ao prédio da Justiça Federal de Curitiba, onde depõe ao juiz Sérgio Moro. Mas escolheu descer do veículo para saudar os manifestantes que estavam dentro do perímetro estabelecido pelas autoridades de segurança. “Escolheu ser Lula, ir para os braços do povo”, disse uma pessoa presente ao local.

O ex-presidente Lula escolheu sua tradicional gravata com as cores da bandeira do Brasil para o depoimento com o juiz Sergio Moro.  O magistrado, longe de seu tradicional preto, optou por uma gravata vermelha.

Brazilian federal judge Sergio Moro, leaves his home to attend the testimony of former Brazilian President Luiz Inacio Lula da Silva in Curitiba, Brazil May 10, 2017. REUTERS/Rodolfo Buhrer

O depoimento do ex-presidente Lula ao juiz federal Sérgio Moro, nesta quarta-feira, começou as 14h18 em ponto. O depoimento não será transmitido ao vivo. A Polícia Federal deve disponibilzar a íntegra do vídeo logo após o término do depoimento. Não há previsão para o fim.

Curitiba (PR), 10/05/2017 – Chegada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que é réu na Lava Jato, ao prédio da Justiça Federal, no bairro Ahú, em Curitiba (PR), onde ocorrerá o depoimento ao juiz federal Sérgio Moro. (Foto: Andrei Leonardo Pacher / Eleven / Ag. O Globo)

Lideranças nacionais do PT participam de manifestação em apoio ao ex-presidente Lula. Entre elas, os ex-ministros Gilberto Carvalho, Luis Marinho e Maria do Rosário; os senadores Paulo Rocha, Lindberg Faria, Gleisi Hoffmann e Vanessa Graziotin; os deputados federais Carlos Zarattini e Paulo Teixeira; Guilherme Boulos, coordenador do MTST, e João Pedro Stédile, da coordenação nacional do MST; Tião Viana, governador do Acre; Wellington Dias, governador do Piauí; e Rui Falcão, presidente do PT.