O Invicta Fighting Championships tem uma nova lutadora brasileira no seu plantel. Trata-se da peso mosca Bárbara Acioly, alagoana que conquistou vaga na organização norte-americana de artes marciais mistas – voltada exclusivamente ao MMA feminino – graças a um cartel invejável.

Bárbara Acioly

Bárbara chega ao Invicta FC com 24 anos e um cartel invicto de quatro vitórias, tendo iniciado a carreira em 2016, quando venceu duas disputas em eventos locais, oportunidade em que recebera o convite para lutar no Titan FC, um dos principais regionais dos Estados Unidos.

“Era um grande sonho fazer parte do Invicta FC. Daqui, saíram grandes lutadoras para competições realizadas pelo UFC. Certamente, é uma grande conquista. Antes mesmo de assinar o contrato, vinha treinando forte e, agora, vou seguir com a mesma dedicação. As meninas que fazem parte do Invicta FC são bem duras e, por isso, é necessário o treinamento”, colocou ela.

Apesar de não ter luta prevista para o Invicta FC, ela já tem luta internacional marcada para o dia 5 de agosto, quando enfrenta lutadora Christina Marks – de San Diego.

Bárbara Acioly encontra-se atualmente na Califórnia, nos Estados Unidos, onde treina duro ao lado de seus companheiros de clube. Longe de casa em busca de realizar mais um etapa do seu sonho, a alagoana vem utilizando a internet para matar a saudade da família e, também, da terra natal.

“A minha família me dá muito incentivo. Aqui eu também tenho uma família que me acolheu muito bem. Por vezes, a saudade bate, mas esse  sacrífico é necessário para realizar o meu sonho. Para se conquistar algo é preciso abrir mão de alguma coisa. Sempre converso com toda família, fazendo consultas sobre os próximos passos da minha carreira e tudo mais. Também sinto saudades do meus cachorros. Mas, graças a Deus, está dando para conciliar tudo isso”, frisou ela.

As vitórias sobre Trisha Cicero, no Titan FC 42, e contra Jamie Thornton – pela 9ª edição do Global Knockout – credenciaram Acioly a fechar contrato com o Invicta, levando-a a alcançar know-how equivalente ao da atual campeã na categoria mosca, a também brasileira Jennifer Maia, que ainda não tem data para defender o ouro.

Já a data de estreia de Bárbara pela nova organização – fundada ainda em 2012 – também não foi definida.

Com Jonathas Maresia com Olimpomma.com