O preço do combustível baixou pela segunda vez na semana nos postos de Maceió. Nesta quinta-feira (5), diversos estabelecimentos reajustaram os valores nas bombas, que já tinham sofrido uma queda de 4,10% na última semana. Os condutores aproveitaram para completar o tanque.

Preços sofreram nova queda de ontem para hoje e mudança movimentou os postos durante toda esta quint

A motorista Viviane de Lima, de 33 anos, contou que sempre passa pela região do bairro Cruz das Almas, parte baixa da cidade, e ficou feliz em ver que o preço da gasolina havia baixado mais uma vez. Para ela, é uma ótima notícia para os clientes que vêm sofrendo com os altos preços do combustível nos últimos meses.

“Mesmo sendo alguns centavos, já é uma diferença boa quando queremos encher o tanque, por exemplo. Agora é esperar para ver até quando vai durar essa baixa do petróleo”, completou.

De acordo com o frentista Mayko Erick, de 25 anos, apesar do movimento normalmente ser intenso, com a alteação desta quinta-feira, o fluxo de clientes aumentou. “O movimento já deu uma aumentada incomum hoje pela tarde e isso, com certeza, tem a ver com a diminuição do preço”.

O motociclista Junior Monteiro, de 50 anos, é uma das centenas de pessoas que foram pegas de surpresa ao passar pelos postos da cidade. Ele disse que não estava sabendo da nova alteração, apenas quando passou pelo posto descobriu os novos valores e parou para abastecer.

“A gente tem que aproveitar essas oportunidades. Infelizmente, tudo em nosso país é muito caro e depois de todos esses escândalos envolvendo a Petrobras, a população é quem tende a sofrer, porque tudo acaba pesando ainda mais no nosso bolso. Já que deu essa abaixada, aproveitei e enchi o tanque”, afirmou.

Na parte alta da cidade, os postos também alteraram o valor. Ao visitar postos de gasolina da região, a encontramos o preço médio do litro da gasolina sendo vendido a R$ 3,65.

A frentista  Ariane da Silva, de 23 anos, que trabalha em um posto localizado no bairro do Farol, disse acreditar que essa média de preço vai permanecer até a próxima semana e que depois os valores deverão voltar ao anterior, chegando a média dos R$ 4,15 que vigoraram em toda a capital.

Por Alexandre Barbosa | Portal Gazetaweb.com

COMPARTILHAR