Com o suporte do Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil de Alagoas inicia na manhã desta terça-feira (12) as buscas pelo agropecuarista Cristóvão Rodrigues, de 61 anos, em uma área de barragem localizada nas proximidades do município de Quipapá, na Zona da Mata pernambucana. O alagoano está desaparecido desde agosto deste ano.

Nessa segunda-feira, a Gazetawebinformou que equipes da Delegacia de Polícia Civil de Quipapá estavam no aguardo de uma comitiva de Alagoas para averiguar a denúncia de que um veículo com características semelhantes ao de propriedade do agropecuarista foi jogado na barragem.

Somente nesta manhã, o grupo de policiais e bombeiros militares viajou em direção ao município pernambucano. A intenção é confirmar ou não a denúncia de que o automóvel era mesmo do alagoano desaparecido há mais de quatro meses. A barragem tem profundidade de 22 metros e está localizada a 12 km de Quipapá. Será necessário o trabalho de mergulhadores do Corpo de Bombeiros.

Viajaram para Pernambuco os delegados Guilherme Iusten, da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) e Carlos Reis, que também comanda a investigação em torno do sumiço do agropecuarista. Além deles, mais 30 policiais também partiram. A população local diz acreditar que se trata do automóvel do agropecuarista.

O delegado Guilherme Iusten, integrante da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), da Polícia Civil de Alagoas, informou nessa terça-feira que vai marcar uma entrevista coletiva para passar detalhes do caso.

O CASO

Cristóvão foi visto pela última vez quando voltava da cidade de Murici com destino a Maceió, no dia 3 de agosto de 2017. O agropecuarista conduzia a caminhonete Ranger de cor preta e placa QLB-1274, trajando uma camisa azul e calça jeans.

De acordo com o delegado Guilherme Iusten, após depoimentos de testemunhas, a polícia trabalha com a possibilidade de crime passional, crime relacionado a negócios e uma disputa de terras.

Por Thiago Gomes | Portal Gazetaweb.com
Link: http://gazetaweb.globo.com/

COMPARTILHAR